Tendência

Gemini: Conheça o novo modelo de IA do Google

Saiba tudo sobre o novo modelo de IA do Google, o Gemini, incluindo o que é, como funciona, como usar e se é melhor que o ChatGPT.

A inteligência artificial (IA) atingiu um novo patamar com o lançamento do Gemini, o mais recente modelo de linguagem multimodal desenvolvido pelo Google, o Gemini é capaz de compreender e gerar texto, áudio, imagem, vídeo e códigos.

Neste artigo, vamos explorar em detalhes o que é o Gemini, como ele funciona, desempenho, comparação com o ChatGPT, integração no Bard e muito mais.

O que é o Gemini?

O Gemini é o mais recente avanço do Google no campo da inteligência artificial. É um modelo de linguagem multimodal, projetado para compreender e raciocinar sobre uma variedade de informações, incluindo texto, áudio, imagem, vídeo e código de programação.

Gemini do Google, Bard

Como o Gemini funciona?

O Gemini é o modelo de Inteligência Artificial (IA) mais versátil do Google. Sua versatilidade é evidenciada pelas três variantes planejadas para atender às diferentes demandas e ambientes de operação:

  1. Gemini Nano: Destinado a dispositivos móveis, como o Pixel 8 Pro, o Gemini Nano funciona localmente, mesmo sem conexão à internet. Sua aplicação prática inclui a criação de resumos de áudio e sugestões de respostas inteligentes no WhatsApp.
  2. Gemini Pro: Criado para englobar uma ampla gama de tarefas, o Gemini Pro proporciona uma experiência avançada aos usuários.
  3. Gemini Ultra: Previsto para ser lançado em 2024, o Ultra representa a versão mais robusta e potente do Gemini, destinada a lidar com tarefas altamente complexas.

O que torna o Gemini tão poderoso?

O Gemini é poderoso por vários motivos. O seu poder reside em sua capacidade de lidar com diversos tipos de informações desde o início, graças ao treinamento nos modelos v4 e V5e dos chips TPU (Tensor Processing Units) desenvolvidos internamente pelo Google.

Desempenho

O Google destaca que o Gemini Ultra obteve desempenho de última geração em 30 dos 32 benchmarks acadêmicos amplamente utilizados.

Incluindo uma pontuação notável de 90% no teste MMLU (massive multitask language understanding), superando até mesmo especialistas humanos pela primeira vez nessa avaliação.

Gemini do Google, Bard

O que o Gemini pode fazer?

O Gemini, como um modelo de inteligência artificial multimodal altamente avançado, oferece uma variedade impressionante de capacidades:

  • Processamento Multimodal: O Gemini é nativamente multimodal, permitindo a compreensão e operação simultânea de texto, áudio, imagem, vídeo e códigos de programação.
  • Resolução de Problemas Matemáticos: Demonstra habilidades avançadas na resolução de problemas matemáticos complexos, destacando-se em avaliações de ponta.
  • Criação de Códigos de Programação: Capacidade de gerar código em linguagens populares.
  • Integração com o Bard: Potencializa as capacidades do chatbot Bard, oferecendo compreensão, planejamento e raciocínio avançados.

O Gemini é uma verdadeira multiferramenta para uma ampla gama de tarefas, desde a compreensão de documentos complexos até a criação de soluções em programação.

Gemini no Bard

O Gemini não substitui o Bard, ao contrário, aprimora suas capacidades. A integração no Bard permite interações mais avançadas, trazendo compreensão, planejamento e raciocínio aprimorados. Embora inicialmente compatível apenas com comandos de texto em inglês, a promessa de suporte a outras modalidades sugere um futuro ainda mais robusto para o Bard impulsionado pelo Gemini.

Como usar o Gemini no Bard?

Para utilizar o Gemini no Bard, siga estes passos:

  1. Acesse o Bard: Visite o site do Bard no endereço bard.google.com.
  2. Configuração de Idioma: Certifique-se de que a linguagem padrão do seu navegador esteja configurada para inglês, já que, inicialmente, o suporte do Gemini pode ser restrito a esse idioma.
  3. Login com Conta Google: Faça login na plataforma Bard utilizando sua Conta Google. Se você ainda não tiver uma conta, crie uma seguindo as instruções fornecidas.
  4. Interaja com o Chatbot: Uma vez logado, inicie uma conversa com o chatbot do Bard. Insira comandos ou faça perguntas para interagir com o Gemini.
  5. Experimente Diferentes Modalidades: Teste as capacidades multimodais do Gemini, enviando comandos por voz, texto, imagem ou vídeo. O modelo é projetado para lidar de maneira eficiente com várias formas de entrada.
Gemini do Google, Bard

Gemini é melhor que ChatGPT?

A competição entre o Gemini e o ChatGPT é inevitável. O Google apresenta estudos em que o Gemini Pro supera o GPT-3.5 em várias avaliações de benchmark.

A abordagem nativamente multimodal do Gemini pode ser um diferencial crucial em cenários que exigem uma compreensão mais profunda e contextualizada. No entanto, a comparação direta dependerá das necessidades específicas do usuário.

Gemini no Android

O Gemini não se limita ao ambiente virtual, ele está prestes a invadir os dispositivos móveis, começando pelo Pixel 8 Pro. A versão Nano do Gemini promete trazer seus recursos para o Android AICore, abrindo portas para uma gama mais ampla de aplicativos e interações inteligentes nos smartphones.

Gemini é confiável?

A confiabilidade do Gemini é uma questão complexa que depende de uma série de fatores, incluindo o tipo de tarefa que o Gemini está sendo usado para executar, em geral, o Gemini é uma IA poderosa, mas ainda está em desenvolvimento.

No entanto, é importante lembrar que é possível que ele cometa erros, mesmo que sejam raros. Portanto, é importante usar o Gemini com cautela e estar ciente da possibilidade de erros.

Quando o Gemini estará disponível?

O Gemini já está disponível para testes no Bard, proporcionando aos usuários um vislumbre das capacidades dessa nova era da IA. A versão Pro do Gemini está pronta para uso, enquanto o aguardado Gemini Ultra tem previsão de lançamento em 2024.

Desenvolvedores terão a oportunidade de explorar o Gemini Pro a partir de 13 de dezembro de 2023.

Conclusão

O Gemini representa um salto importante no campo da inteligência artificial, trazendo uma abordagem nativamente multimodal, flexibilidade em diferentes tamanhos e desempenho de última geração. Sua integração em produtos como Bard e Android promete transformar a maneira como interagimos com a tecnologia.

Embora o futuro exato do Gemini esteja em constante evolução, uma coisa é certa, estamos testemunhando o próximo capítulo emocionante na narrativa da IA, onde o Google busca redefinir os limites da inteligência artificial.

Botão Voltar ao topo